n
Intranet
n
|
n
Mapa do Site
n
|
n
Fale Conosco
n
|
n
Acessibilidade
Transparência

INICIALA SECRETARIACIDADÃOSEMPRESASGOVERNOSERVIDORESAJUDA
Servidores
Minas On-LineMinas On-line alternativo
 
 
ADIAEDGEFAZ
 
 
 
 1) ) Como corrigir documentos da avaliação de um servidor após ter lançado todo o seu processo no SISAD?
 

O SISAD foi construído de modo que a documentação do processo avaliatório do servidor seja lançada na seqüência correta e uma vez concluída uma fase do processo, não seja mais possível alterar ou excluir o que já havia sido lançado. Assim, se for absolutamente necessário fazê-lo, deve-se excluir os documentos na ordem inversa em que foram lançados até que se chegue ao documento a alterar.

Exemplo: Desejo alterar o conteúdo de um RDI para um servidor que já tem TFA e entrevista lançados. Para fazer isso, devo excluir o TFA, depois a entrevista e só então poderei alterar o conteúdo do RDI. Terminada a alteração, devo lançar novamente a entrevista e o TFA, nessa ordem.

Lembramos que alguns documentos, depois de lançados não podem ser excluídos, como o Formulário de condições de trabalho e o PGDI, se houver metas registradas.

  
 2) ) Como alterar ou excluir metas de um PGDI lançadas com erro no SISAD?
 

Nesse caso, deve-se registrar no PGDI um acompanhamento que altere ou exclua a meta, explicando o motivo da alteração ou exclusão.

Exemplo: Para uma meta que for alterada, colocar como justificativa “Novo texto para a meta por ter sido lançada com erro” no SISAD.

  
 3) Alguns masp de servidores, ao serem lançados no SISAD, exibem a mensagem de erro: “Não existe admissão ativa para o masp informado.”.
 

Esse erro acontece por deficiência de informações registradas no SISAP que são essenciais para que o SISAD possa fazer as validações necessárias. O mais comum é não existir no SISAP a unidade de exercício no cargo atualmente ocupado pelo servidor. Quando consultado pelo SISAP, ao escolher a opção “Exercício” para determinado cargo, aparece a mensagem “Dados de exercício do servidor inexistente(s).”. Outro problema que gera o erro é a existência de uma data de fim para o cargo/função do servidor, indicando que ele não tem mais o cargo. Nesses casos deve-se informar uma data na qual o servidor possuía o cargo/função, acionado pelo clique no texto “Obter por data”, que fica logo abaixo do campo de inserção do MASP.

  
 4) ) Ao indicar um servidor para ser avaliado por determinada comissão de avaliação, aparece a mensagem de erro: “A VALIDAÇÃO DO NÍVEL HIERÁRQUICO PARA AVALIAÇÃO DE UM SERVIDOR NÃO FOI ATENDIDA. O SERVIDOR NÃO PODE SER AVALIADO PELA COMISSÃO.”. Como proceder nesses casos?
 

O SISAD utiliza as informações registradas no SISAP para cada um dos membros da comissão de avaliação, exceto o presidente, e também para o servidor indicado para ser avaliado, na data de publicação da comissão informada no SISAD. Dessa forma, o SISAD obtém os seguintes dados relevantes para fazer a validação:
1) Escolaridade exigida para o cargo EFETIVO, se houver;
2) Grau de instrução, ou seja, escolaridade pessoal do servidor;
3) Nível hierárquico da unidade administrativa de exercício.

A partir desses dados, o SISAD verifica as regras de validação da indicação de um servidor para determinada comissão, na ordem descrita, ou seja, se a primeira regra não for atendida, passa-se para a segunda e assim por diante. Se até a terceira regra não for atendida, confrontando-se as informações do servidor indicado com cada um dos membros da comissão, é gerada a mensagem de erro acima. Em caráter excepcional, a SEPLAG autorizou e a PRODEMGE já está implementando uma forma de se registrarem as comissões que efetivamente atuaram na avaliação de servidores no primeiro período avaliatório, mesmo sem atender às regras de validação descritas acima.

  
 

nada

SEF

Rodovia Prefeito Américo Giannetti, 4001. Edifício Gerais. Serra Verde. Belo Horizonte/MG. CEP 31630-901

Todos os direitos reservados.

Aspectos legais e responsabilidades.